Receba nossas novidades por EMAIL, é grátis !

terça-feira, 20 de julho de 2010

Twisted Metal


Sweet Tooth não é a única face familiar que retorna com a franquia


Qual é o dono de PlayStation 2 que não conhece Twisted Metal? A franquia, do lendário desenvolvedor David Jaffe — o mesmo responsável pelo primeiro God of War — criou personagens icônicos, como o palhaço Sweet Tooth, e explorou uma jogabilidade que conquistou inúmeros fãs pelo mundo todo. Agora é a hora de trazer tudo isso para o mundo da alta definição, no PS3.
Multiplayer a granel
Img_originalSegundo afirmações do próprio Jaffe, o jogo possui um foco multiplayer. Esse aspecto da série sempre foi um dos principais pilares e, desta vez, será mais explorado do que nunca. O que deve ser feito por meio de um conflito mais elaborado entre as facções presentes no game e um aspecto social muito mais desenvolvido — especialmente nos modos online de jogo.
Tudo isso já foi dito em nossa prévia anterior, logo após a Electronic Entertainment Expo (E3), sobre o título. Porém, vários detalhes adicionais surgiram desde então. Em primeiro lugar, duas facções adicionais foram mostradas: os Skulls (provavelmente inspirados no Mr. Grimm) e os Preachers (provavelmente inspirados em The Preacher, obviamente). O que não significa que elas são todas as que estarão presentes.
Outro ponto importante é o modo Nuke, que foi brevemente demonstrado durante a feira. Nele, o objetivo é capturar o líder da facção inimiga e trazê-lo à própria base, de forma a sacrificá-lo e poder lançar um míssil que destrua a estátua  da equipe da vítima — o que é a finalidade de todo o combate. Assim, é preciso aperfeiçoar tanto as estratégias competitivas quanto as cooperativas para ser bem-sucedido.
Suporte para clãs também está previsto, de forma a fortalecer ainda mais a comunidade do jogo e promover conflitos entre os diferentes grupos que eventualmente possam se formar entre os jogadores.
Destruição e caos
Como não pode faltar em todo jogo da franquia, a desenvolvedora Eat Sleep Play está dando bastante atenção aos instrumentos que coloca à disposição do jogador para que este possa quebrar tudo (e todos) que aparece pela frente. Desde armas até dispositivos que liberam cura para os usuários do mesmo time, para que possam continuar a semear a devastação.
Uma das armas mostradas é magnética, capaz de atrair ou repelir objetos — no caso, os veículos adversários. Ao atrair, o alvo gruda no para-choque dianteiro de seu automóvel e é possível fazer o que quiser com ele: esmagar na parede, arrastar contra pilares e muito mais. Ao repelir, o objetivo é arremessá-lo em direção a problemas bem maiores, como um caminhão que está passando ou um precipício.
A cura que mencionamos anteriormente faz parte do arsenal do caminhão, que também é capaz de arremessar veículos a longas distâncias. Já a ambulância deixa cair pacientes em macas que podem ser controlados pelo jogador, enquanto a van possui mísseis que podem ser direcionados pelo usuário (mas que a deixam em “piloto automático” pela duração).
Img_original
Carros mais rápidos e menos robustos estarão disponíveis, obviamente, sendo que alguns coupés estão armados com metralhadoras giratórias. Motos estão  igualmente presentes para os jogadores mais ágeis, assim como a motosserra que pode ser acesa ao pressioná-la contra o chão — fazendo com que o aquecimento proporcione um aumento do dano.
Ainda existem muitos detalhes a serem revelados, mas já se sabe que favoritos antigos retornarão, que o sistema de física e destroços do jogo será avançado e que existe a possibilidade de transição da marca para outras formas de mídia — como quadrinhos, por exemplo.
Jaffe não parece estar mais receoso em liberar detalhes, então fique de olho no Shinobi Wars para maiores informações nos próximos meses.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários Sobre as matérias !

 

†Shinobi Wars† © 2008 . Design By: SkinCorner