Receba nossas novidades por EMAIL, é grátis !

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Aprenda à criar seus próprios jogos de RPG


O RPG Maker surgiu nos anos 80 no Japão, e era um software criado para os computadores MSX, muito populares na época. Durante os anos 80, o RPG Maker virou febre no MSX e PC-98, plataformas comuns no Japão. Nos anos 90, o programa perdeu um pouco da popularidade conquistada no tempo do MSX.
Várias versões saíram para os consoles, as mais famosas para Super Nintendo e Playstation. Entretanto, nenhuma das versões para consoles realmente emplacou, o que era esperado, já que nos consoles, digitar textos e mudar as configurações dos jogo não era nada fácil. Finalmente, em 1996, a ASCII (empresa desenvolvedora do programa) lançou o RPG Maker 95. O RPG Maker 95 foi o primeiro software para Windows que permitia que pessoas sem conhecimento técnico pudessem criar seus próprios jogos. O programa virou febre no Japão e trouxe uma avalanche de fãs e jogos. Essa febre ficou mais forte ainda, quando 4 anos mais tarde o RPG Maker 2000 foi lançado. A nova versão do programa trouxe várias inovações e a possibilidade de criar jogos mais facilmente e rapidamente. Na terra do sol nascente, os RPG Makers são chamados de Tkool, um apelido para o nome do programa em japonês, Tsukuru, que significa Criar ou Fazer.

O RPG Maker no resto do mundo

O RPG Maker acabou aparecendo no ocidente quando um russo chamado Don Miguel traduziu e distribuiu em seu site o RPG Maker 2000. Don Miguel fez uma tradução não tão boa, mas ele acabou lançando o programa ao mundo ocidental, que, em pouco tempo, virou febre. Muitas pessoas começaram a baixar o programa e criar jogos nele. Quase que instantaneamente, comunidades de “makers” (como começaram a ser chamados aqueles que criam jogos no RPG Maker) surgiram no mundo todo. Nessas comunidades, os makers discutiam sobre o programa, trocavam resources (recursos: gráficos, sons e músicas para jogos), criavam tutoriais, etc.



Assim como em outros países, o RPG Maker estourou aqui no Brasil também. Várias comunidades surgiram, entre elas: A Castelo RPG, a Universo RPG Maker, a Wolfpac e a CBRPG. Os makers brazucas tiveram muito destaque aqui e no exterior, tanto pela qualidade dos jogos, como pela técnica da maioria.

Atualmente

O RPG Maker teve duas versões lançadas nos últimos anos (2004 e final de 2007) que mudaram bastante o padrão que vinha sendo seguido pelo programa. Primeiro foi lançado o RPG Maker XP, em 2004, que apresentou muitas mudanças em relação aos programas anteriores, o RPG Maker 2000 e 2003. A versão XP trazia uma engine mais poderosa, com suporte à imagens 32-bit e músicas em formato MP3 e OGG. Além disso, o tamanho da tela dos jogos era de 640×480, o dobro das versões anteriores. Contudo, a mudança mais importante foi a inclusão de um sistema de scripts, baseado na linguagem de programação Ruby, muito popular no Japão e ganhando espaço no ocidente. Toda a engine do RPG Maker XP foi montada em cima desse sistema de scripts, conhecido como RGSS (Ruby Game Scripting System). No final de 2007, foi lançado o RPG Maker VX, uma “continuação” ao RPG Maker XP, embora hajam várias diferenças entre os programas. O VX apresentou uma facilidade maior ao se criar jogos, e também tornou a criação mais rápida. Um novo visual também deu as caras, e também uma versão atualizada e mais organizada do Ruby Game Scripting System.

Criando jogos

O RPG Maker permite que uma pessoa comum, que nunca teve experiência com programação ou criação de jogos em geral, possa criar seu próprio jogo de RPG. Para criar o seu jogo, basta uma idéia na cabeça, um pouco de paciência e muita dedicação. Os jogos criados seguem o estilo clássico dos RPG’s para Super Nintendo, como Final Fantasy, Dragon Quest, Breath of Fire… É muito fácil, e principalmente, divertido criar um jogo no programa. Você cria falas para personagens, cria batalhas e mudar várias opções comuns em um jogo de RPG. A criação de mapas não pode ser mais fácil… você praticamente desenha no mapa com os itens que quer colocar (grama, água, castelos, casas).

Abaixo vocês podem conferir algumas imagens do editor de mapas do RPG Maker VX, a última versão do RPG Maker:



Uma ferramenta essencial no RPG Maker é o Banco de Dados. O banco de dados guarda quase todas as informações do seu jogo, como os personagens, itens, armas, armaduras, monstros, etc. No banco de dados você pode criar, editar e gerenciar esses dados importantes do seu jogo. O RPG Maker já vem com um banco de dados completo para você usar em seus jogos, então, cabe a você dar uma customizada no banco de dados para dar mais cara ao seu jogo.




O que realmente faz a mágica acontecer e torna a criação de jogos no RPG Maker tão fácil, são os eventos e seus comandos. Quando um personagem conversa com você, um monstro o ataca, você entra numa loja para comprar coisas, etc. Tudo isso é um evento, e os acontecimentos são comandados por comandos de eventos. O RPG Maker possui dois modos de edição: a edição de mapas e a edição de eventos. Depois de desenhar seu mapa (uma ilha, um vilarejo, uma caverna…) você passa para a etapa de edição de eventos, onde você criará o que acontecerá ali. Pessoas caminhando com quem o jogador poderá conversar, monstros que irão atacar o jogador, etc. Os comandos de evento são o "roteiro técnico" de seu jogo.




No RPG Maker você também encontra várias outras ferramentas que você utilizará durante a criação do jogo, como o Resource Manager, onde você pode importar gráficos, sons e músicas para seu jogo, o Teste de Som, onde você pode ouvir as músicas e sons de seu jogo, e o Editor de Scripts, que é onde toda a ação relacionada a programação acontece. Você pode criar um jogo sem sequer abrir o Editor de Scripts, mas, para usuários avançados (ou curiosos), ele é uma ferramenta muito útil.



Requerimentos Mínimos

Microsoft Windows 2000 / XP / Vista
Intel Pentium III 1.0GHz ou superior
Memória RAM de 256 MB ou superior
Suporte à resolução 1024×768 High Color (24 Bit) ou superior
Suporte à DirectSound e DirectX 8 ou superior instalado
100MB de espaço livre em disco

Configuração Recomendada

Microsoft Windows XP ou Vista
Intel Pentium 4 2.0GHz ou superior
Memória RAM de 512 MB ou superior


Para baixar o RPG Maker VX, clique aqui. Também necessário que vocêbaixe o RTP, que é um pacote com gráficos, sons e músicas pronto para ser usado em seus jogos. Ele facilita, e muito, a criação de jogos no programa. Se você está interessado em baixar versões antigas do RPG Maker, como o RPG Maker XP e RPG Maker 2000, clique aqui.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários Sobre as matérias !

 

†Shinobi Wars† © 2008 . Design By: SkinCorner